Quem tem medo de “Eu te amo”?

Screenshot007

Eu!!! Eu tenho!! Me escolhe aqui!

Foda isso.

Mas, é a verdade. Não tem nenhuma expressão que me assusta mais. Sabe aqueles filhotinhos que saem correndo pra pegar a bolinha, mas não conseguem brecar e batem na parede? Eu sou o filhote e o “Eu te amo” é a parede.

É sempre de surpresa, eu sempre acho que vai demorar pra acontecer, mas aí acontece e eu fico lá, mais desconfortável que um cachorro andando nas patas traseiras, porque não tem o que fazer. Quando a pessoa já falou não tem como ignorar, mudar de assunto, falar que “vai pensar mas depois te liga”, você só tem duas opções: Falar de volta, ou fazer qualquer outra coisa e magoar profundamente o outro.

Eu sempre vou pelo “eu também”, acho democrático, você não está dizendo exatamente o “EU TE AMO”, você disse “eu também” e isso pode servir pra várias coisas, é tipo quando alguém diz “gosto de pastel” e você responde o que?? EU TAMBÉM! (porque é óbvio que todo mundo gosta de pastel, aliás, desconfie de pessoas que não comem fritura, elas não podem ser do bem).

Fato é que ninguém quer magoar o coleguinha, mas ás vezes, simplesmente não dá pra mentir, porque aquilo parece estar TÃO longe da sua realidade, tão longe do seu “Gosto muito de você, mas acho que é isso”, que a expressão simplesmente não sai. Você queria muito, mas não sai. E ai eu fico me perguntando quanto é que a gente precisa gostar pra poder falar sem medo, cadê a métrica? A tabela que diz que se eu gostar de você 7,4 já posso dizer que amo sem culpa mesmo você gostando de mim 9,2. Como é que a gente mede o quanto gosta?

Sempre tive essa dificuldade. No começo as pessoas falavam “quando você sentir você vai saber…”, mas isso é mentira, às vezes você não vai saber e vai descobrir só depois ou você vai saber (que não é), mas vai dizer mesmo assim, porque queria muito que fosse.

É por essas e outras complicações que quando eu escuto “Eu te amo” a minha vontade é de sair correndo e só parar quando chegar no Acre. Só pra não ter que lidar com o conflito mental: Respondo ou finjo um desmaio?

Eu queria muito concluir esse texto com alguma coisa que ajudasse vocês a lidar com essa situ, mas visto que eu mesma não to sabendo o que fazer, deixo vocês com esse print esclarecedor.

faceprint

 

 

Porque eu sou louca.

Screenshot005

Porque eu sou louca eu vou achar que você tem boas intenções até que se prove o contrário. Eu vou sorrir e acreditar no que você disser, mesmo quando a desconfiança for grande e a história não fizer sentido. Porque como eu sou louca, eu acho que quem gosta da gente não tem motivos pra mentir e correr o risco numa idiotice com um potencial tão grande de dar merda. E já aviso: Eu vou achar que você gosta de mim, caso você passe a me dar atenção diária e sair comigo semanalmente, não porque esse comportamento dê qualquer tipo de margem para tal, mas porque eu sou louca, é claro.

Porque eu sou louca eu vou começar a criar sentimentos por você depois de alguns meses. Eu sei que a maioria dos seres humanos normais só faz isso depois que o parceiro já deu o “check in” no namoro, mas eu, como louca que sou, crio sentimentos pelas pessoas que se relacionam comigo mesmo sem a autorização formal delas. Porque eu sou louca eu vou ser sincera e te contar isso, e mais louca ainda, vou esperar que no caso desse sentimento não ser recíproco, que você seja sincero também e caia fora, como todo bom cafajeste. Porque eu sou louca eu vou esperar que você seja bom. No sentido literal, aquele que é o contrário de mau e que como todo bom vai ter um bom coração, que não vai ter coragem de me magoar, nem me enganar. Porque eu sou louca eu vou te tratar com carinho, respeito e consideração, independente da relação que nós tivermos.

Porque eu sou louca eu vou achar que se você continua saindo comigo depois de meses (toda semana) é pura e simplesmente porque você gosta de mim. E não por nenhum outro motivo. Mas isso é porque eu esqueço que eu sou a louca da história e me tomo como base. Porque eu sou louca eu vou comemorar silenciosamente quando você mencionar que todos os seus melhores amigos sabem quem sou eu (pelo apelido) e vou ficar sem graça toda vez que os MEUS amigos, me perguntarem quando é que isso vai pra frente, porque afinal de contas, já faz um tempo né. Porque eu sou louca eu vou achar que depois de tudo isso seria loucura pensar que você estaria saindo com outra(s) pessoa(s). Porque eu sou louca eu vou achar um absurdo quando, do nada, você desaparecer por uma semana. Porque eu sou louca eu vou chorar só um pouquinho quando eu descobrir que aquele date que você cancelou pra ir a um evento no trabalho na verdade era uma balada com amigos. E mais um pouquinho quando eu descobrir que a noite de Netflix na verdade foi um date com outra. Mas isso é porque eu sou louca. Porque eu sou louca eu vou esperar (de)mais de você.

Porque eu sou louca eu acredito que relacionamentos, de qualquer tipo, são pactos onde as pessoas se comprometem a ser o melhor que podem.

Mas eu sou a louca aqui, então não me levem em consideração.

 

Eu não vou dar nota pra você passar de ano.

Screenshot002

Desculpa.

Mas se você está esperando que eu facilite, esqueça, não vai acontecer. Eu não sou do tipo que vai fechar os olhos, fingir que não está vendo a conversa com a menina no seu celular, acreditar que você está genuinamente ocupado e por isso quase não tem tempo pra mim. Que o fato de você entrar 800 vezes no whatsapp, mas só me responder uma vez por dia, não tem nada a ver comigo e tudo a ver com o fato de que você realmente não é muito chegado em redes sociais.

Eu não vou vestir o macacãozinho de trouxa e dizer que “nós precisamos conversar”, não se preocupe. Eu não vou dar nota pra você passar de ano.

A possibilidade de entrar em um relacionamento sério comigo não é o tipo de coisa que eu vou entregar assim de bandeja, não vai ser aquela escolha amarga de remédio pra tosse que você aceitou porque não tinha outra opção, o brócolis no prato da sua sobrinha. Não, não baby, esse é o tipo de coisa que você precisa fazer por merecer, precisa lutar por, precisa mostrar que é digno da honra, do contrario esqueça. Eu tenho meus próprios planos.

Posso até estar morrendo de amores por você, é verdade, mas eu sou e sempre serei loucamente apaixonada por mim e infelizmente (pra você) eu acho que mereço mais do que você está me oferecendo. Mas não pense você que eu vou cobrar nada, longe de mim, esse tipo de coisa a gente não cobra, tem que vir de boa vontade senão, não serve. Então não se surpreenda se um dia eu simplesmente desaparecer, melhor assim, afinal de contas, não teria o menor sentido discutir o fim de uma relação que nunca existiu.

Sem raiva, nem desamor. Que num futuro a gente se encontre pra criar outras boas lembranças.

Tudo o que a gente quer é uma garantia.

Screenshot004

Porque não basta estar com alguém que diz que gosta de você hoje, nós queremos alguém que diga gosta da gente hoje, amanhã e depois, e depois, e depois… Indefinidamente.

A gente quer poder fazer planos juntos para o carnaval do ano que vem e comprar as passagens, enquanto ainda estão com um preço razoável, sem ter que se preocupar se “vai durar até lá”.

A gente quer ter a certeza de que a pessoa que está do nosso lado é a “certa”, a que vai nos fazer mais feliz, a que vai nos amar mais e, mais importante que isso, se essa é a pessoa que nós vamos amar mais. Porque imagina só que desperdício seria se eu ficasse com essa enquanto tem outra, em algum outro lugar do mundo, que pode me fazer mais feliz.

A gente quer um método – “O Que Fazer Para Se Tornar Irresistível”– e respostas – “10 Sinais De Que Ele Está Afim De Você”.  Certezas de quem não tem nenhuma.

A gente quer ouvir histórias de alguém que também estava com dúvidas no começo da relação, mas que agora está casado e com filhos, mais feliz do que nunca.

A gente quer uma garantia, um sinal ou qualquer outra coisa que nos dê absoluta certeza de que não vamos quebrar a cara dessa vez, de que vai valer a pena, de que essa é a melhor escolha, de que vai dar tudo certo. Porque ninguém gosta de se jogar no escuro.

E isso não existe.

Talvez não dure até o carnaval e provavelmente existem várias pessoas no mundo que fariam você feliz, talvez até mais feliz do que está agora, mas nada garante que você vai encontrar essas pessoas, porque amores não tem garantias. E essa é a má noticia, a boa é que ninguém nunca morreu por isso e você não será a primeira. Brindemos.

A verdade é que tudo o que você pode fazer é se jogar no escuro e escolher aquela pessoa hoje, amanhã e depois, e depois, e depois… E torcer pra que ela te escolha de volta, e dar o seu melhor, e ter a certeza que se por acaso algum dia ela não te escolher está tudo bem, você vai ser feliz assim mesmo.

Não alimente a nóia.

Screenshot

Você está saindo com o rapaz há algum tempo e está tudo bem. Ele te manda mensagens quase todos os dias, ele te chama pra sair, ele te apresenta amigos e até conta histórias de família.

Mas nada disso conta, porque na quarta- feira ele demorou 2 horas a mais do que de costume pra responder a sua mensagem e não fez nenhuma pergunta. Na sua cabeça, isso é tudo que importa.

Eu não sei o que acontece na cabeça de nós mulheres pra alimentarmos essa nóia sem limites. Fico pensando em que momento foi que perdi o senso, porque claramente ele está perdido. O menino manda “oi tudo bem?” eu já estou dando print pra mandar pras amigas perguntando “se eu devo responder ou ele está acabando o assunto”, completamente sem noção.

E quando ele demora pra responder então, já começo a criar as linhas de raciocínio que levaram ele a desencanar de mim em questão de dias. Pode ter sido a ex. Ele pode ter pensado melhor no assunto e percebido que não quer um relacionamento agora, o que, na verdade, só quer dizer que ele não quer um relacionamento comigo. Talvez eu tenha dito alguma coisa errada ou nosso último date não foi tão bom. Às vezes ele não está sentindo que o sentimento dele por mim está evoluindo. Ou que ele nunca sente a minha falta. Porque a essa altura do campeonato o namorado da minha amiga já tinha começado a querer sair com ela dois dias no final de semana, mas a gente só sai um, será que isso é um sinal? Será que ele só estava saindo comigo por conveniência? Mas e os planos? Ele disse que nós iríamos jantar naquele restaurante da moda qualquer dia desses. E se ele só estava sendo educado?

E eu acho que a pior parte é exatamente essa: O não saber. Veja bem, eu era feliz antes dele e com certeza serei feliz depois, ninguém morre de amor. Mas, esse limbo do não saber é o que mata, porque você não sabe se comemora quando ele insinua planos para o futuro ou se já pode entrar em desespero a cada ínfimo sinal de distanciamento. O não saber é pior que o fim.

O problema é que monitorar a atividade dele no Whats, Face e Spotify (eu não tenho limites, eu sei) não vai fazer ele te responder mais rápido, confie em mim, eu sei do que eu estou falando. Na verdade isso só vai fazer com que a sua nóia que já é gigante, fiquei um pouco maior a cada vez que você pegar ele lá online no Whats te ignorando, na verdade a única coisa que você pode fazer nessas situações é pegar uma cadeira bem confortável e esperar. Ir fazer outras coisas, viver sua vida e deixar pra lá. Talvez ele realmente tenha desencanado, talvez ele não te queira mais ou talvez ele só não seja um grande fã de mensagens. Você nunca vai saber, então não alimente sua nóia.

Se permita 5 minutos de surto, fale alguns palavrões feios, peça conselho pra um amigo homem e depois respire fundo e cague pra ele, com cada célula do seu corpo.

Ainda bem que amanhã tenho terapia porque olha, é pra ficar louca sem ver Deus.

Eu não sei ler sinais.

sheep

Existem seres evoluídos que sabem ler mensagens subliminares, eu não sou um deles. Eu não sei ler expressões faciais, nem corporais e muito menos mensagens subliminares em curtidas no Facebook. Às vezes eu tenho dúvidas até se a aquela cara feia é pra mim mesmo ou para o quadro que está atrás de mim na sala, quem dirá aquele seu chaveco dúbio por Whasapp. Então eu faço aqui um apelo:

Homens do meu Brasil sejam claros.

Não puxe assunto se você não está afim, não de trela se você não sabe o que quer, FALE as coisas. É sério, ninguém vai te crucificar porque você não sabe o que quer, ou porque você sabe que não quer nada sério, mas pelamordedeus dá um alô pra pessoa do outro lado saber o tamanho da enrrascada e ter a chance de escolher se quer ou não entrar nesse barco.

Enfim.

Estou saindo com um boy Magya Negra já faz umas luas e aparentemente ele é o rei das mensagens dubias, ou seja, surto uma vez por semana. Hoje pela manhã, por um acaso, foi um desses momentos de glória, quando todos os meus amigos se juntam pra confirmar que sim, eu sou a louca, e não, ele não está me dando um fora.  Ainda. Eu realmente não sei que aula de interpretação de texto eles andam frequentando, mas aparentemente todos foram na mesma porque não é possível! Fico chocada como eles enxergam a mesma coisa, aquela coisa linda que eu simplesmente não consigo ver.

Por duas vezes eu já li mensagens dele e pensei “Gente não tá afim, tá claro que não tá! Vou desencanar, ser uma mocinha crescida e parar de falar com ele antes que ele comece a me ignorar” e aí vem algum amigo e diz pra eu parar de ser louca “fazendo o favor”.  Então cheguei à conclusão que realmente eu não sei lidar com pessoas e que em vidas passadas eu devo ter sido uma porta.

E não vamos nem entrar no mérito do “Acho que ele está pegando outra” porque eu tomei a sábia decisão de não pensar no assunto até que me apresentem provas concretas. Um, porque mesmo que ele esteja não há nada que eu possa fazer, e dois, porque estou poupando a minha imaginação fértil AND uma úlcera que já estava pra aparecer.

Enfim, o que acontece é que a cada mensagem nova eu convoco uma reunião com meus amigos pra saber “O Que Este Ser Humano Está Me dizendo Aqui” e a dessa semana foi à recusa de um convite meu. Porque sim, eu vesti a minha roupinha de trouxa e fui lá convidar ele pra sair. Pra começar que só pra fazer o convite foi toda uma novela, a gente nunca sabe quando vai poder tomar essas liberdades sem que o outro pense que você é uma desesperada. E então me vem a resposta “Puts, não posso essa sexta :/“.

Perceba, ele não disse “nesse dia não posso, mas vamos marcar domingo/semana que vem/ dia 31 de Fevereiro” como toda a humanidade sabe que é o comportamento normal de uma pessoa que está realmente ocupada, mas tem interesse em sair com você, ele disse “não posso” e um beijo, me liga. O que você leitor, interpreta dessa mensagem?

“Oi, foi legal, mas não estou mais tão interessado, favor retirar seus pertences no caixa”.

Mas aparentemente eu estou errada, porque de acordo com meus amigos isso foi apenas um “oh wait!”, porque nós já estamos saindo há um tempo e ele não está a fim de se amarrar quer apressar as coisas, não é mesmo?!

E ainda tem aqueles que dizem que nada disso foi sinal algum (sabe de nada inocenchty) e que foi apenas uma pessoa que estava genuinamente ocupada, e que homens são lerdos e ele nem sequer pensou em toda essa repercussão.

Interpretações a parte, pra mim a mensagem foi e sempre será:

“He’s not that into you”

Nesse momento estou jogando no lixo todas as expectativas que eu criei, alimentei, vesti e contei histórias pra dormir, ligando novamente o nosso amigo Botão do Foda-se e já combinando a balada cazamiga. Porque afinal de contas, o mais importante é que meu cabelo continua crescendo.

Bitch please, não seja um poser.

Screenshot001

Não existe nada mais chato do que alguém tentando ser o que não é.  Aquela encenação barata nunca cai bem, é como assistir um cachorro andando nas patas traseiras, incomoda a vista, fica desconfortável. Da vontade de dizer “por favor, para que ta feio” mas você não pode, porque a pessoa em questão não vai te ouvir em 11 de cada 10 casos, elas nunca ouvem, estão sempre muito ocupadas tentando enganar o resto do mundo.

E quando é amigo seu então?! Você fica lá do lado só pensando, gente, mas quem é essa pessoa? Ele não assim!

Normalmente inseguros (muito, absurdamente), tem dificuldade em acreditar que sejam suficientes simplesmente sendo o que são.  Que não vão chamar atenção, não vão ser notados, nem amados, admirados e invejados. Não vão pegar as pessoas mais bonitas da festa, não vão tirar as fotos mais legais e não vão ser amigos dos mais influentes. Mas o que eles não sabem ou não conseguem enxergar é que sim, eles são suficientes, todos somos, sendo exatamente – EXATAMENTE – quem somos. Fica mais natural sabe?!

Dá pra ver nos olhos o esforço que o outro faz quando está tentando agradar o universo inteiro, é cafona isso gente pelamordedeus!

Deixa de teatro, só seja, tenha coragem de ser exatamente quem você é mesmo com todos os defeitos que você sabe que tem (porque todo mundo tem defeitos galera, quanto mais cedo vocês aceitarem os seus, mais cedo vão ser felizes) e as pessoas vão te notar, acredite em mim. As pessoas vão te amar muito e vão te amar pelos motivos certos, elas vão estar por perto mesmo sabendo que você combina roxo e laranja e come pizza com abacaxi, porque isso não faz a menor diferença. E quem não estiver por perto é porque não era pra estar, porque realmente não combina com você, com quem você é, e não há teatro no mundo que conserte esse tipo de incompatibilidade.

Eu tenho uma amiga que passa pelo menos 20% do ano brigada comigo, nós brigamos a cada 3 meses, as vezes menos, pelos mais variados motivos. Nós duas temos inúmeros defeitos e já fizemos o favor de jogar isso uma na cara da outra diversas vezes (sinceridade, a gente vê por aqui), mas isso não importa, o que importa é que mesmo sabendo que mais dia, menos dia, vai rolar um ódio mútuo por conta de outra briga, nós ainda somos amigas. Porque amor é isso gente, é gostar do outro mesmo sabendo que ele é insuportável, todo resto é silêncio.

Então não esquece, você é suficiente, você é incrível e maravilhoso e todo mundo (que importa) acha isso, agora só falta você.