Ela não é tímida, o nome disso é chatice.

hateyoutoo

E viva o carnaval, viva o glitter, viva essas duas horas que eu arrumei no meio do dia pra escrever esse post maravilhoso, viva a blogueira mais chulé desse Brasil: Eu!

Estava eu no carnaval numa viagem de grupo. Todos sabem que viagens de grupo são complicadas por motivos de: as pessoas são diferentes e cada um tem uma ideia diferente de diversão. Mas essa estava um pouco mais desafiadora, visto que tínhamos gringos no meio do grupo, ou seja, além da coisa das características pessoais a gente também tinha que lidar com as diferenças culturais de cada um dos nossos coleguinhas e eu não sou assim a pessoa mais paciente do mundo, então digamos que no segundo dia eu já estava querendo fugir pras montanhas.

No meio desses queridos tínhamos uma menina, ela era namorada de um dos caras e se você fosse apresentada pra ela pensaria a mesma coisa que eu: Que fofa!

Ela era pequena, falava pouco e parecia concordar com tudo. Todos falavam razoavelmente bem dela, perceba, razoavelmente, ninguém parecia conhecer ela a fundo mesmo ela sendo namorada de longa data de um dos melhores amigos do dono da casa, mas ainda assim ninguém reclamou da menina também, então eu, com todo o meu otimismo, concordei quando me disseram: “É que ela é tímida, muito tímida”.

Mas não foram necessárias nem 24 horas pra perceber que de tímida ali não tinha nem o branquinho do olho #peganafalsidade. Todo mundo no bloquinho, curtindo a valer, não deu nem 15 minutos os dois somem. Se fosse qualquer outro casal você pensaria, “ok, foram transar, viva o carnaval!”, mas o caso é que eles não foram, eles saíram do bloquinho porque a fofa não gosta.

“Mas não gosta do que?” perguntei eu pra ela, porque afinal de contas, você está no fucking Rio de Janeiro.

“Das pessoas suadas me encostando, muita gente junta, do calor…”

Porque claro que é por isso que as pessoas vão ao bloquinho não é mesmo?! Quem é que não gosta de ser besuntada por fluídos de desconhecidos num calor de 40 graus enquanto é empurrada rua abaixo? Eu amo! Você não?!

Não tem nada a ver com a música super legal, a bateria que faz a gente vibrar, os amigos bêbados todos dançando juntos no meio da rua enquanto a gente usa aquelas roupas que sempre quis usar, mas nunca pode porque as regras sociais não permitem. Quem foi o louco que pensou isso?

Nota: Se você quer um carnaval frio e com pouca gente a Antártida tá aí pra isso, vai lá diferentona.

E então começou a saga, todos vão comer pizza, menos eles, porque ela está cansada de pizza, todos vão pra pixxta na balada, menos eles, porque ela disse que está muito calor lá, todos vão isso, todos vão aquilo, menos o casal 20, diferentão, pinguim do ponto frio, descobridor do Brasil, Telecine Cult. É claro que em NENHUMA dessas situações se ouviu a voz da garota dizendo “eu não quero” ela apenas comunicava ao banana namorado, que depois informava o resto do grupo.

Mas até ai ok, ela não estava me incomodando, eis que, um belo dia, chego eu em casa pra tomar banho e sou informada que a minha cama foi passada para o casal, porque a fofa estava com dor nas costas de dormir no colchão de ar. Mano. Do. Céu. Eu não teria ligado se tivessem me colocado pra dormir na sacada se fosse necessário, mas o caso é que só porque a minha cama era melhor a pequena notável tinha que ir lá cobiçar. É de cair o cu da bunda né. É claro que em nenhum momento ELA veio falar comigo, afinal de contas porque ela faria isso não é mesmo?! Só porque ela estava me tirando da minha cama?! Bobagem!

E o pior de tudo, durante todo esse tempo, as outras pessoas da casa (em sua maioria homens) continuaram achando que ela era “apenas tímida”. A fala sério galera, vai ser chata a assim lá na sua terra, eu prefiro ser maloqueira e curtir a vida sem frescura, do que ser esse bibelô dos infernos.

A Vaca da Ex

Captura de Tela 2014-05-13 às 00.13.05

A vaca da ex é aquela quenga que costumava pegar o seu bofe antes de você, aquela que terminou com ele 5 meses atrás porque “estava confusa”, deixando o menino no limbo dos relacionamentos, mas agora -que ele está saindo com você- resolveu curtir TODAS as fotos dele. Dando um like no seu chifre.

Você conhece ela. É aquela que depois de descobrir que ele te apresentou para os pais, resolveu mandar uma mensagem de saudades, lembra?! Ou como aquela outra vez, ela, que ignorou todas as 180980979879 mensagens que ele mandou após o término, mas agora quer sair pra conversar. Lembrou agora né?!

Se não lembrou vou dar uma última dica, é aquela que mandou uma mensagem pra ele sábado a noite, quando ela SABIA que ele ia estar com você. Essa, minha amiga, é a Vaca da Ex.

Eu acho que as ex-namoradas tem um alarme, que toca assim que o bofe arruma um caso novo, um que ele goste é claro, que tenha futuro, mais precisamente quando esse caso é você (que é pra foder com a sua vida amorosa).

E o pior de tudo é que o bofe ainda cai nessa, todo mundo lá gritando pra ele “É cilada Bino!”, mas o ele acha que não, que a piranha é uma boa pessoa, que ela não está tentando envenenar o novo relacionamento dele, ela só precisa de alguém pra conversar. Esse alguém sendo o seu macho, que oportuno não?!

Da vontade de pegar umas velas e fazer uma macumba pra esse encosto o contato dela e responder:

Oi, eu sou a linda de quem você está tentando tomar o bofe, tudo bem com você? Espero que sim! O fulano me disse que você está precisando conversar né?! Tenho o telefone de um terapeuta ótimo, vou pedir pra ele te ligar. Beijãooooo”  

E você não pode nem dar chilique, porque se fizer isso a Louca Insegura é você, afinal de contas “eles tem toda uma história, você não consegue entender isso???”, sinceramente, eu CAGUEI pra sua história com ela, a sua história agora é comigo e a vaca da sua ex não faz parte dela, estamos entendidos?

Agora, não me venha com essa de “mas ela é minha amiga agora”, porque eu também tenho amigos (e ex-namorados), portanto, eu entendo perfeitamente a diferença entre uma mulher sendo sua amiga e uma mulher sentando no seu colo.

Mas antes que venha algum babaca aqui dizer “mas você não se garante?”, eu gostaria de dizer que, o dia que eu precisar “me garantir” pra estar com alguém é porque a pessoa não tem certeza se quer estar comigo e, sendo assim, é melhor mesmo que volte para a ex.

Porque eu não corro atrás de homem que não sabe o que quer.

Não era amor, era falta do que fazer.

Captura de Tela 2014-03-25 às 01.26.15

As vezes a gente pensa que está apaixonada, na verdade a gente tem certeza que isso está acontecendo, os sintomas estão todos lá: o frio na barriga, a obsessão pelo celular, aquela alegria toda vez que recebe mensagem do fulano, a espera inútil pelo convite para um cinema, a masturbação mental do “será que ele me quer, será que dessa vez vai dar certo”, está tudo ali. Você está toda bobona pensando o se o fato de ele ter demorado mais de 10 minutos pra te responder quer dizer que:

a) Ele não te quer mais, já está pegando outra e essa é uma tentativa sutil de te dizer pra não puxar mais assunto, esqueça ele.

b) Ele está ocupado, fazendo alguma coisa importante do tipo, sei lá, vivendo. Já que ele é uma pessoa normal que não vive grudada no celular.

Eu sou o tipo de neurótica que sempre pensa na primeira, mas, secretamente, eu sei que a segunda é a resposta certa em aproximadamente 70% dos casos.

Enfim, o que acontece é que em algum momento todo mundo passa por isso e comigo não foi diferente, estava eu toda besta, gastando ATPs para descobrir se deveria usar um ou dois pontos de exclamação para responder a mensagem do indivíduo, quando cheguei para o almoço com uma grande (e sábia) amiga minha. E quando contei pra ela meu dilema e perguntei a sua opinião o diálogo foi mais ou menos esse:

– O que você quer com ele?

– Quero sair com ele.

– Ta, e o que mais?

– Não sei, não pensei nisso ainda.

– Amiga, deixa eu te contar, você não precisa de uma furadeira, você precisa de um buraco na parede.

– Como assim?

– Como assim que você não quer ELE, você quer um date. Alias, se eu te conheço bem, você só quer estar saindo com alguém, então ao invés de ficar aqui gastando energia com o boy que está se fazendo de difícil, mande uma mensagem pra aquele outro que vive correndo atrás de você.

E sabe de uma coisa?! Foi exatamente o que eu fiz. E sabe de outra coisa?! Foi o melhor conselho que alguém me deu na vida.

Galera se está difícil, está errado. Escolha outra vítima e move on.

Guia da Pegação

9715877787_48b93ee8b5_o

Homens do meu Brasil, vocês andam moles demais, isso é um fato. E pensando nisso (e na preguiça que eu ando sentindo de certos caras), vamos esclarecer aqui alguns passos básicos que um ser humano, do sexo masculino, com pelo menos 1/2 cérebro, deve seguir se quiser ser considerado um homem sem preguiça, aquele com O no começo e I no final, o de verdade, sem frescura, que todas nós queremos.

Passo número 1: Defina suas prioridades

Vamos começar com a regra básica: Se pegar mulher não está nas suas Top 3 Prioridades, você já não serve pra isso. Não me importa se vai estar em primeiro lugar ou em terceiro e também não me importa quais serão as outras duas, isso é irrelevante. Eu posso estar perdendo para o seu VIDEOGAME, eu não vou ligar, contanto que me pegar esteja entre as 3 primeiras. Estamos entendidos?!

Passo número 2: Demonstre interesse

Lindão, não existe coisa menos “macho alfa” do que homem que faz doce. Mulher cansa a gente não gosta de ficar inflando o seu ego (gigante) a troco de nada, acredite. Então se a menina está te dando mole e você tem o mínimo interesse nela, FAÇA ALGUMA COISA, porque cedo ou tarde ela vai desistir e passar para o próximo e aí meu amigo, só lamento por você.

Passo número 3: Tome iniciativas

Já sei, mas você é inseguro/tímido né?! Problema seu. Engole o choro e chama a menina pra sair, pra tomar um café, pra ir ver grama crescer se você gostar mais, o que interessa é chamar. E se você é um daqueles que fica aguardando a menina te chamar, deixa a tia contar um segredo, se você deixar todas as iniciativas pra ela tomar, o dia que ela cansar (e ela vai cansar) acabou! E ainda vai sair falando que você é mole pra todas as amiguinhas, olha só que bacana?! Então seja homem e chame você, na pior das hipóteses você vai acabar saindo com o orgulho ferido, mas ninguém nunca morreu disso e com certeza você não será o primeiro.

Passo número 4: Seja decente

É muito simples: Quanto mais decente você for, mais mulher você vai pegar. Não to pedindo pra casar, é só ser decente. Agora se você não sabe o que isso significa meu bem, vai perguntar pra sua mamãe que ela te explica, porque com certeza ela sabe.

Tá vendo, nem é tão difícil assim vai?! Campanha por um mundo com menos “tô com saudades” e mais “desce que eu tô passando”.

E pra você lindo que já faz tudo isso, parabéns, você é o máximo, nós te amamos. #multiplicasenhor #nãoépelos20centavos

Tem gente que escolhe ser feliz

230_large

Sabe, eu sou uma pessoa feliz, verdadeiramente feliz, do tipo que não importa o que aconteça vai arrumar algum motivo para sorrir, eu sou tão feliz que as vezes as pessoas chegam a ficar irritadas, porque elas não conseguem entender o motivo de tanta felicidade. Lógico que eu também tenho meus dias ruins como todo o resto da humanidade, mas eles não são muitos.

E ai me aparece uma amiga, que eu ADORO e que é uma pessoa ótima, mas que SÓ reclama. Entra dia, sai dia e toda vez que a fofa vem falar comigo é uma desgraça nova. Já até comecei a pular a parte do “tudo bem?” das conversas informais no face, porque já sei que lá vem pedrada.

Eu sei que consolar amigas faz parte, mas depois de dois meses falando a mesma coisa, você espera que a linda já esteja melhor néam?! Porém não, porque, aparentemente, a cada vez que ela resolve um problema ela arruma mais dois.

Gente, vamos lá, prestem bastante atenção nisso, essa pessoa quer ser infeliz! É uma escolha, não importa o que a amiga linda dela diga, ou quantos caras gatos cheguem nela, ou quantas coisas boas aconteçam na vida dela, porque ela vai sempre, S-E-M-P-R-E, achar um novo problema, uma nova desgraça pra chorar.

Ai você pensa “coitada, ela está deprê”.

E eu te respondo, então sai da deprê caramba! Sério gente, só fica na bad quem quer ficar na bad.

A equação é muito simples:

Você tem um problema. Um exemplo besta: o mais novo boy maravilha não te responde no Whatsapp. O que você pode fazer para RESOLVER esse problema? Nada.

O celular é dele, o dedo é dele e a vontade de responder idem. Sendo assim, a não ser que você faça a Shakira (loca loca, loca…) e obrigue o rapaz a te responder com ameaças ou qualquer coisa assim, você não pode fazer absolutamente nada. Então aceita que dói menos.

Aceita, larga o celular, liga o foda-se e vai fazer alguma outra coisa, tipo seguir com a sua vida.

A partir do momento que você ligar o foda-se isso passa a não ser mais um problema, é tipo uma mágica. Você simplesmente deixa pra lá, porque não há mais nada que você possa fazer.

Mas perceba, o que eu estou tentando dizer aqui, não é pra você tocar um foda-se pro mundo, mas sim para você analisar o problema, encontrar as soluções possíveis, escolher uma delas e seguir com a sua vida. Sem choro nem vela. Em outras palavras, não fique morando com o problema, totalmente na inércia, na indecisão, esperando as coisas acontecerem, faça alguma coisa para tirar isso da sua lista de problemas. Nem que para isso, você tenha que simplesmente aceitar que aquele problema não tem solução.

Isso minha amiga, é escolher ser feliz. ESCOLHER entendeu bem? Porque você não espera que a felicidade venha e de um tapa na sua cara, você vai atrás dela.

Nível Atual de Comprometimento: Bonitinha, mas ordinária

top-cropped-4

To bandida.

O cara conversa com você, ele é hiper simpático, te da o maior boi da terra, anda de mãozinhas dadas com você NA BALADA, vocês passam horas conversando e você? Não, você não pega ele, porque está afim de fazer um doce. Quem nunca?

Aí dois dias depois se arrepende (óbvio) e encara as suas duas alternativas, ou toma uma atitude, ou toma no cu. Eu, como sou eu, óbvio que escolhi a primeira opção e, como era de se esperar, fiquei na posição mais vulnerável da situação. Tomando no cu.

Como você pode perceber o fato de você fazer doce e depois se arrepender sempre vai fazer você tomar no cu, o que não é legal então evitem. Mas ok porque, como já diria “Teoria da Atração que A Minha Amiga Inventou”homem atrai homem. E ela estava certa porque enquanto esse cidadão está me fazendo perder os cabelos, outros dois estão sendo alegremente esnobados por mim.

Primeiro um deles me chamou pra jantar, o que não deixa de ser um programa legal mas sei lá, preguiça desse primeiro date. Então inventei que estava super ocupada esse fim de semana #diva e não fui. Depois um outro veio me mandar mensagem na sexta a noite, querendo se encontrar com a minha pessoa (sucesso, a gente vê por aqui) e me chamando pra ir no aniversário dele no dia seguinte. Compromisso esse que eu não pude comparecer por motivos de: Não estava afim. É claro que eu também não contei isso pra ele néam, eu mandei lá uma groselha e disse que não ia poder ir.

Enfim, chegamos a conclusão que, o motivo de eu estar sozinha não é que os homens são todos um cafajestes que não querem nada com nada e a humanidade não tem solução. Não. O motivo de eu estar sozinha é só um: Eu estou bem assim. E como já diria vovó, não se mexe em time que está ganhando, e o meu time minha querida, está quase na final da Libertadores, sem nenhuma derrota e alguns empates.

Sendo assim, continuarei alegremente tomando no cu com o candidato número um, perdendo meu tempo pra descobrir a maneira menos imbecil de continuar a conversa, e caindo lindamente na gandaia com azamiga no final de semana.

Porque convenhamos, pra relacionamentos sérios, eu não to valendo nem uma pipoca molhada.

Um sentimento chamado preguiça

598864_279896292142577_1537569766_n

Sabe, como toda boa garota cínica eu sou romântica, ou pelo menos penso que sou, o que é quase a mesma coisa. E até esse momento da minha vidinha mais o menos eu pensava que, como toda cínica que pensa que é romântica eu queria um amor, sabe, aquela coisa estilo Frejat (me julgue, eu não ligo) “Procuro um amor que seja bom pra mim, vou procurar eu vou até o fim…” e eu era feliz assim.

Mas ultimamente tenho percebido que não sei se é realmente isso que eu quero, amores, romances, rolos isso dá trabalho galera! Um trabalho que na boa, eu não sei se eu estou disposta a ter nesse momento, pensa comigo, começa com todo o desgaste mental pra parecer legal/inteligente/fofa nas conversas por Whatsapp, depois você surtando pra escolher o look ideal pra sair com ele, porque óbvio, você tem que ser sexy e clássica e autêntica tudo na mesma roupa e sem falar em toda aquela coisa da manutenção, não da pra você sumir quando da vontade, afinal estamos falando aqui de relacionamentos, você tem que encontrar um equilíbrio entre o “amo você” e o “tô cagando”, isso não é fácil.

Outra coisa, nesses tempos de Google em que a gente vive, se você quer um amor amiga, você tem que ter saúde mental pra aguentar toda a pressão psicológica do “leu e não respondeu” as pessoas fazem isso, eu não sei porque mas fazem é um fato. O nego leu a sua mensagem, tá la escrito não da pra negar e simplesmente escolheu, veja bem, ES-CO-LHEU não te responder, sério não to com saúde pra isso, como diria uma amiga minha “Me dá uma chinelada na cara, mas não fica sem me responder”.

Agora me fala, pensando em tudo isso, será que vale a pena? Não vale.

Não to falando vamos todas entrar no convento porque o mundo não tem salvação, vai na festa, pega o cara, curte, dança, faz cagada, entra na vibe do “todos os grandes felinos me pertencem”, não tem problema, mas entrar em um rolo agora? Sério mesmo? Só se o cara valer muito a pena. E não quero dizer o mais bonito, quero dizer o que estiver fazendo o maior esforço, tipo, o cara já tomou 80 botas minhas e continua me chamando pra sair, ok, vamos dar uma chance, vamos revisar seu caso e entraremos em contato assim que eu estiver com paciência.

Por fim, enquanto eu estiver nessa vibe, não, eu não quero amores, eu quero súditos.