Você consegue sozinha.

Screenshot008

Sabe, hoje eu li um texto que falava de como a gente se agarra a coisas desnecessárias pra se sentir mais seguro. É o boy que a gente sabe que não é bom pra gente, mas que a gente não quer deixar ir porque tem medo de ficar sozinha, é a casa dos pais que a gente tem medo de deixar e depois não conseguir se virar por conta própria, é a profissão que não faz a gente feliz, mas que a gente fica porque tem medo de não dar certo se começar outra do zero.

E isso é uma merda. Porque a gente tem tanto medo de ir sozinha? Porque sempre acha que não vai dar pé?

É tipo quando você é pequeno e seus pais falam que vão tirar as rodinhas da bicicleta. No começo você não quer de jeito nenhum, mas aí algum parente fdp muito legal e consciente, vai lá e tira, e você não tem outra opção a não ser aprender a andar naquela merda. Mas aí aprende e percebe que, realmente, você não precisa das rodinhas, a bicicleta funciona perfeitamente bem sem elas. Você consegue sem ajuda.

Essa é a real entendeu? Você consegue sem ajuda.

Talvez com ajuda seja mais fácil/confortável/agradável, mas você não PRECISA disso.

Então para um pouco e dá uma olhada na sua vida, o que tem aí que você realmente quer/precisa e o que está servindo de muleta? Tira as muletas, você não precisa delas e quanto antes você perceber isso, antes você vai conseguir atingir seus objetivos sem depender dos outros.

E não venha me dizer “é fácil falar, mas fazer é outra coisa” porque eu sei bem disso. Manja o limbo dos relacionamentos? Pois é, eu cheguei lá, abri um alçapão, desci três lances de escada e agora estou aqui, no calabouço do limbo dos relacionamentos. E pelo que eu ouvi dizer ainda pode ser que eu desça mais. Mas tudo bem, porque o que interessa é que meu cabelo continua crescendo e eu estou magra. Diva. Angel da Victoria’s Secret. Então foda-se, eu vou sobreviver. E você também, é só uma questão de tempo.

Tudo o que a gente quer é uma garantia.

Screenshot004

Porque não basta estar com alguém que diz que gosta de você hoje, nós queremos alguém que diga gosta da gente hoje, amanhã e depois, e depois, e depois… Indefinidamente.

A gente quer poder fazer planos juntos para o carnaval do ano que vem e comprar as passagens, enquanto ainda estão com um preço razoável, sem ter que se preocupar se “vai durar até lá”.

A gente quer ter a certeza de que a pessoa que está do nosso lado é a “certa”, a que vai nos fazer mais feliz, a que vai nos amar mais e, mais importante que isso, se essa é a pessoa que nós vamos amar mais. Porque imagina só que desperdício seria se eu ficasse com essa enquanto tem outra, em algum outro lugar do mundo, que pode me fazer mais feliz.

A gente quer um método – “O Que Fazer Para Se Tornar Irresistível”– e respostas – “10 Sinais De Que Ele Está Afim De Você”.  Certezas de quem não tem nenhuma.

A gente quer ouvir histórias de alguém que também estava com dúvidas no começo da relação, mas que agora está casado e com filhos, mais feliz do que nunca.

A gente quer uma garantia, um sinal ou qualquer outra coisa que nos dê absoluta certeza de que não vamos quebrar a cara dessa vez, de que vai valer a pena, de que essa é a melhor escolha, de que vai dar tudo certo. Porque ninguém gosta de se jogar no escuro.

E isso não existe.

Talvez não dure até o carnaval e provavelmente existem várias pessoas no mundo que fariam você feliz, talvez até mais feliz do que está agora, mas nada garante que você vai encontrar essas pessoas, porque amores não tem garantias. E essa é a má noticia, a boa é que ninguém nunca morreu por isso e você não será a primeira. Brindemos.

A verdade é que tudo o que você pode fazer é se jogar no escuro e escolher aquela pessoa hoje, amanhã e depois, e depois, e depois… E torcer pra que ela te escolha de volta, e dar o seu melhor, e ter a certeza que se por acaso algum dia ela não te escolher está tudo bem, você vai ser feliz assim mesmo.

Não alimente a nóia.

Screenshot

Você está saindo com o rapaz há algum tempo e está tudo bem. Ele te manda mensagens quase todos os dias, ele te chama pra sair, ele te apresenta amigos e até conta histórias de família.

Mas nada disso conta, porque na quarta- feira ele demorou 2 horas a mais do que de costume pra responder a sua mensagem e não fez nenhuma pergunta. Na sua cabeça, isso é tudo que importa.

Eu não sei o que acontece na cabeça de nós mulheres pra alimentarmos essa nóia sem limites. Fico pensando em que momento foi que perdi o senso, porque claramente ele está perdido. O menino manda “oi tudo bem?” eu já estou dando print pra mandar pras amigas perguntando “se eu devo responder ou ele está acabando o assunto?”. Completamente sem noção.

E quando ele demora pra responder então, já começo a criar as linhas de raciocínio que levaram ele a desencanar de mim em questão de dias. Pode ter sido a ex. Ele pode ter pensado melhor no assunto e percebido que não quer um relacionamento agora, o que, na verdade, só quer dizer que ele não quer um relacionamento comigo. Talvez eu tenha dito alguma coisa errada ou nosso último date não foi tão bom. Às vezes ele não está sentindo que o sentimento dele por mim está evoluindo. Ou que ele nunca sente a minha falta. Porque a essa altura do campeonato o namorado da minha amiga já tinha começado a querer sair com ela dois dias no final de semana, mas a gente só sai um, será que isso é um sinal? Será que ele só estava saindo comigo por conveniência? Mas e os planos? Ele disse que nós iríamos jantar naquele restaurante da moda qualquer dia desses. E se ele só estava sendo educado?

E eu acho que a pior parte é exatamente essa: O não saber. Veja bem, eu era feliz antes dele e com certeza serei feliz depois, ninguém morre de amor. Mas, esse limbo do não saber é o que mata, porque você não sabe se comemora quando ele insinua planos para o futuro ou se já pode entrar em desespero a cada ínfimo sinal de distanciamento. O não saber é pior que o fim.

O problema é que monitorar a atividade dele no Whats, Face e Spotify (eu não tenho limites, eu sei) não vai fazer ele te responder mais rápido, confie em mim, eu sei do que eu estou falando. Na verdade isso só vai fazer com que a sua nóia que já é gigante, fiquei um pouco maior a cada vez que você pegar ele lá online no Whats te ignorando, na verdade a única coisa que você pode fazer nessas situações é pegar uma cadeira bem confortável e esperar. Ir fazer outras coisas, viver sua vida e deixar pra lá. Talvez ele realmente tenha desencanado, talvez ele não te queira mais ou talvez ele só não seja um grande fã de mensagens. Você nunca vai saber, então não alimente sua nóia.

Se permita 5 minutos de surto, fale alguns palavrões feios, peça conselho pra um amigo homem e depois respire fundo e cague pra ele, com cada célula do seu corpo.

Ainda bem que amanhã tenho terapia porque olha, é pra ficar louca sem ver Deus.

Eu não sei ler sinais.

sheep

Existem seres evoluídos que sabem ler mensagens subliminares, eu não sou um deles. Eu não sei ler expressões faciais, nem corporais e muito menos mensagens subliminares em curtidas no Facebook. Às vezes eu tenho dúvidas até se a aquela cara feia é pra mim mesmo ou para o quadro que está atrás de mim na sala, quem dirá aquele seu chaveco dúbio por Whasapp. Então eu faço aqui um apelo:

Homens do meu Brasil sejam claros.

Não puxe assunto se você não está afim, não de trela se você não sabe o que quer, FALE as coisas. É sério, ninguém vai te crucificar porque você não sabe o que quer, ou porque você sabe que não quer nada sério, mas pelamordedeus dá um alô pra pessoa do outro lado saber o tamanho da enrrascada e ter a chance de escolher se quer ou não entrar nesse barco.

Enfim.

Estou saindo com um boy Magya Negra já faz umas luas e aparentemente ele é o rei das mensagens dubias, ou seja, surto uma vez por semana. Hoje pela manhã, por um acaso, foi um desses momentos de glória, quando todos os meus amigos se juntam pra confirmar que sim, eu sou a louca, e não, ele não está me dando um fora.  Ainda. Eu realmente não sei que aula de interpretação de texto eles andam frequentando, mas aparentemente todos foram na mesma porque não é possível! Fico chocada como eles enxergam a mesma coisa, aquela coisa linda que eu simplesmente não consigo ver.

Por duas vezes eu já li mensagens dele e pensei “Gente não tá afim, tá claro que não tá! Vou desencanar, ser uma mocinha crescida e parar de falar com ele antes que ele comece a me ignorar” e aí vem algum amigo e diz pra eu parar de ser louca “fazendo o favor”.  Então cheguei à conclusão que realmente eu não sei lidar com pessoas e que em vidas passadas eu devo ter sido uma porta.

E não vamos nem entrar no mérito do “Acho que ele está pegando outra” porque eu tomei a sábia decisão de não pensar no assunto até que me apresentem provas concretas. Um, porque mesmo que ele esteja não há nada que eu possa fazer, e dois, porque estou poupando a minha imaginação fértil AND uma úlcera que já estava pra aparecer.

Enfim, o que acontece é que a cada mensagem nova eu convoco uma reunião com meus amigos pra saber “O Que Este Ser Humano Está Me dizendo Aqui” e a dessa semana foi à recusa de um convite meu. Porque sim, eu vesti a minha roupinha de trouxa e fui lá convidar ele pra sair. Pra começar que só pra fazer o convite foi toda uma novela, a gente nunca sabe quando vai poder tomar essas liberdades sem que o outro pense que você é uma desesperada. E então me vem a resposta “Puts, não posso essa sexta :/“.

Perceba, ele não disse “nesse dia não posso, mas vamos marcar domingo/semana que vem/ dia 31 de Fevereiro” como toda a humanidade sabe que é o comportamento normal de uma pessoa que está realmente ocupada, mas tem interesse em sair com você, ele disse “não posso” e um beijo, me liga. O que você leitor, interpreta dessa mensagem?

“Oi, foi legal, mas não estou mais tão interessado, favor retirar seus pertences no caixa”.

Mas aparentemente eu estou errada, porque de acordo com meus amigos isso foi apenas um “oh wait!”, porque nós já estamos saindo há um tempo e ele não está a fim de se amarrar quer apressar as coisas, não é mesmo?!

E ainda tem aqueles que dizem que nada disso foi sinal algum (sabe de nada inocenchty) e que foi apenas uma pessoa que estava genuinamente ocupada, e que homens são lerdos e ele nem sequer pensou em toda essa repercussão.

Interpretações a parte, pra mim a mensagem foi e sempre será:

“He’s not that into you”

Nesse momento estou jogando no lixo todas as expectativas que eu criei, alimentei, vesti e contei histórias pra dormir, ligando novamente o nosso amigo Botão do Foda-se e já combinando a balada cazamiga. Porque afinal de contas, o mais importante é que meu cabelo continua crescendo.

Dieta do instagram

Captura de Tela 2014-12-17 às 00.55.05

E então esse dia chegou. Você estava lá de boa na lagoa quando, de repente, visualiza a foto que o ex acaba de postar. O registro fotográfico mostrava um momento lindo em que ele, aparentemente, confraternizava com amigos em alguma praia. Uma foto linda, diga- se de passagem, a luz estava perfeita, o filtro valorizou a foto, ele saiu bem… A única coisa errada nessa foto era a piriguete abraçada nele, que claramente saiu ali por engano né, ela provavelmente tropeçou e, acidentalmente, trombou com ele bem no momento em que a foto foi tirada. Óbvio.

Uma luzinha vermelha bem lá no fundo do seu inconsciente começou a piscar e a luzinha dizia: “Ele tá pegando essa seriema”. Mas você respirou fundo e, antes de entrar em desespero e sair pra comprar as velas da macumba, foi dar uma pesquisada pra ter certeza que a garota era digna da sua ira, afinal de contas, não queremos cometer injustiças aqui.

Assim começa uma obsessão.

A partir desse momento, seu imaginário vai criar vários cenários tenebrosos, onde o bofe que costumava ser seu, agora manda mensagens de bom dia para outra menina, come fondue com outra menina, vai no cinema com outra menina e o que é pior, deixa ela escolher a música no carro. Porque até então você até aceitava a possibilidade de ele estar pegando outra, mas essa outra não tinha um nome, nem um rosto então havia nada que você pudesse fazer. Mas agora o universo te apresentou essa foto e um ninho de pulgas viverá atrás da sua orelha até que você descubra, com certeza absoluta, qual é o grau de importância que a quenga tem na vida dele.

Porque mulher tem isso, a gente precisa saber, isso é tudo que importa.

E aí começa a contagem:

Número de vezes que você visualizou o face do bofe na última hora: 25

Número de vezes que você visualizou o insta do bofe na última hora: 9

Número de vezes que você visualizou o face da mina na última hora: 21

Número de vezes que você visualizou o insta da mina na última hora: 5

Tempo gasto procurando evidências de que este Animal com Tetas anda pegando o seu Ex Homem, na última hora: 60 minutos

Como você pode perceber a pessoa acima, que poderia muito bem ser eu ou você, acaba de perder uma hora da vida dela sendo paranóica. Parabéns. Mas nem tudo está perdido, porque pra tudo há uma solução, então antes de se render a paranóia, faça um favor a si mesmo: Não siga seu ex.

Mas se você é daquelas que não vai me ouvir, ou se você só não quer que ele saiba o quanto ele te afeta, então aqui vai uma dica: Entupa o seu insta com fotos legais, de contas que vivem postando coisas novas e que, além de diminuir drasticamente as chances de você ver qualquer bobagem que o mongol possa postar (isso realmente funciona, já testei), ainda vão te inspirar a fazer fotos mais legais e ganhar vários likes.

Então aqui vão 5 contas de pessoas que realmente sabem o que estão fazendo com o insta e vão ajudar a te

distrair:

Porque o que realmente importa na vida é ter likes.

“Ele tá vindo amiga…AJA NATURALMENTE”

rua

Gostaria de começar dizendo que eu não sei por que as amigas fazem isso. Afinal de contas TODO O MUNDO sabe que, a partir do momento que você diz pra alguém agir naturalmente a pessoa vai virar um Gremlin, é como quando alguém fala “não olha agora” e antes da pessoa terminar a frase você já está transtornada virando para todos os lados. Mas o causo é que quando isso acontecia comigo, eu (ao invés de ser normal) tentava ser sexy, porém eu não sei ser sexy. Sabe, eu sou engraçada, esperta, interessante, modesta, mas sexy… Isso eu não sou.

Ao que parece, todas as vezes que eu tento mostrar essa “sensualidade da mulher brasileira” que existe em mim, meu cérebro para de funcionar, a função motora da defeito e eu começa a andar torto e babar. E é exatamente nesse momento, que o carinha que eu estou tentando conquistar, olha pra mim. Obrigada universo.

Eu já tentei de vários jeitos. Teve uma época em que eu comecei a dançar balançando o cabelo, porque um cara tinha me dito que eu ficava sexy dançando assim, daí claro, levei isso pra vida e passei a dançar balançando o cabelo sempre e, levando em consideração a minha falta de conhecimento no assunto “Ser Sexy”, eu cheguei à conclusão que quando mais eu batesse o cabelo pra dançar, mais sexy eu seria. Porque não né?! Resultado: Eu virei um cosplay da menina do Exorcista dançando. #EspantaBofe

Outra época eu cheguei à conclusão que dançar sexy era rebolar (eu não sei por que eu cheguei a essa conclusão). Passei a rebolar horrores, funk era comigo mesmo, até minhas amigas olhavam pra mim com cara de “amiga, para“, mas eu segui na minha empreitada de rebolar feito uma louca até que um dia um bofe, QUE ESTAVA COMIGO, falou: “Querida, que vergonha de você”. Ele falou brincando, massssss… nem tanto. Resultado: Inês Brasil estava quase me chamando pra lançarmos uma dupla.

Sabe, ser sexy é complicado porque você nunca sabe onde acaba o sexy e onde começa o vulgar, o estranho, o torto caindo baba do canto da boca, bom, pelo menos eu não sei.  É uma linha tênue, quase imperceptível e que também depende do ponto de vista de cada um, e eu definitivamente não tenho estrutura pra isso.

Nessa época eu já estava começando a desconfiar que talvez sexy não fosse a minha praia, mas dai começou o boom das selfies. Era um tal de selfie na academia, selfie na praia, selfie mordendo o beiço e eu pensei: “Poxa, mas se todo mundo consegue sair bem nessa merda, eu também devo conseguir”. Pensei errado. Aí comecei a assistir aquele programa “The America’s Next Top Model”, pra ver se eu aprendia alguma coisa sobre como sair bem em fotos, e lá eles diziam que você tinha que “sorrir com os olhos”.  E daí pronto, passei a usar essa técnica sempre. Resultado: Eu, não só, passei a sair com cara de susto EM TODAS AS FOTOS, como também tive que escutar das minhas amigas “nossa amiga, mas que cara é essa que você fez?!“. Sorri com a boca mesmo que é melhor, querida.

Eu queria poder dizer que era recalque, mas era sinceridade mesmo. A partir dai eu tive certeza que teria que começar a trabalhar outras qualidades se quisesse ter sucesso na hora de conquistar um bofe e foi ai que eu foquei na coisa da simpatia. Sabe gente, eu descobri que se tem uma coisa que importa na hora da conquista é ser legal. Você pode ser sexy, magra, linda, gostosa, rica, ter os glúteos mais duros da galáxia, se você for uma chata dos infernos, nada vai adiantar.

Então se tiver que escolher ser alguma coisa, seja legal, vale mais que um bom rebolado, conselho de Diva.

A moça e o casamento

Captura de Tela 2014-08-30 às 23.21.01

Vou contar uma história pra vocês, completamente verídica, que aconteceu a algum tempo atrás e me fez voltar a acreditar em comédias românticas. #dreamscometrue

Bom, vamos começar pelo começo. Estava eu no bar cazamiga, curtindo aquele momento feliz do final de semana chamado Afogando Meu Regime Na Batata Frita, quando minha amiga começa:

– Amiga temos uma história incrível pra você colocar no seu blog!

Acontece que uma amiga delas (que eu não vou citar o nome porque aqui a gente é discreta), acordou numa sexta- feira qualquer com uma vontade incontrolável de ver um casamento. Eu fico pensando que essa pessoa deve ser muito romântica né?! Porque, na minha opinião, casamentos (me refiro a parte da missa) não costumam ser eventos, assim, dos mais animados – uma vez fui ser dama de honra e QUASE dormi no altar – mas cada um, cada um…Continuando, a mina estava numa vibe romance, possivelmente desiludida com a vida amorosa dela que devia estar no limbo e resolveu ir.

Ela sabia que as sextas, lá pelas 8 da noite, sempre aconteciam cerimônias desse tipo em determinada igreja (novamente protegendo a identidade da vítima), e com essa certeza ela se arrumou toda e foi assistir o casamento de dois desconhecidos. Chegando na igreja, escolheu um lugar nos bancos da frente, junto com a família dos noivos, afinal de contas, ela não tinha chegado até ali pra ficar atrás de um cabeçudo, ou de uma criança pentelha e não ver nada. Mas, é claro que aquelas pessoas olharam pra ela com cara de “O Que Essa Nega Tá Fazendo Aqui” e então ela achou de bom tom contar sua história, para que eles soubessem que ela não era nenhuma louca. Como era de se esperar, todos ficaram muito emocionados e acharam lindo que ela tinha ido até lá só para assistir o casamento e ver a noiva, mesmo não conhecendo aquelas pessoas, e sendo tão bem recebida, ali ela ficou.

A noiva passou, o padre deu a benção e o casamento acabou #amém. Todos se levantaram, ela se despediu das pessoas que tinha conhecido e começaram se dirigir para a saída. E durante essa caminhada, tudo o que passava pela cabeça da nossa amiga era: “Será que eu fico para a próxima cerimônia?”.

Eis que, por uma coincidência insana chamada destino, no meio disso tudo ela encontra uma amiga que, espantada com o encontro, manda um: “Nossa não acredito que você também conhece os noivos!”.

E então a nossa protagonista contou a sua história, sobre a moça e a vontade de ver um casamento, que assim como a família dos noivos também emocionou a amiga que de tão linda que achou resolveu contar para a noiva que chorou ao saber que uma desconhecida tinha ido até ali só para ver seu casamento e que…

Tãm, tãm, tãm, tãm…

Não deixou ela ficar pra ver o próximo casamento coisa nenhuma porque achou ela o máximo e exigiu que ela fosse para a festa com os outros convidados!

Sim galere, a pessoa saiu de casa só pra ver uma noiva e acabou descolando uma mega balada NO VASCO. E não é só isso! Ao chegar à festa ela ainda conheceu um gatinho com direito a casamento na balada e carona pra casa.

Parabéns, você zerou a vida.

Então você amiga, que está ai na sua casa chorando as pitangas porque não tem um amor, ou porque sua vida está uma bosta, siga o exemplo dessa musa da história e, ao invés de ficar caçando a felicidade, simplesmente faça o que você tem vontade sem esperar nada, às vezes o universo pode te surpreender.