A Vaca da Ex

Captura de Tela 2014-05-13 às 00.13.05

A vaca da ex é aquela quenga que costumava pegar o seu bofe antes de você, aquela que terminou com ele 5 meses atrás porque “estava confusa”, deixando o menino no limbo dos relacionamentos, mas agora -que ele está saindo com você- resolveu curtir TODAS as fotos dele. Dando um like no seu chifre.

Você conhece ela. É aquela que depois de descobrir que ele te apresentou para os pais, resolveu mandar uma mensagem de saudades, lembra?! Ou como aquela outra vez, ela, que ignorou todas as 180980979879 mensagens que ele mandou após o término, mas agora quer sair pra conversar. Lembrou agora né?!

Se não lembrou vou dar uma última dica, é aquela que mandou uma mensagem pra ele sábado a noite, quando ela SABIA que ele ia estar com você. Essa, minha amiga, é a Vaca da Ex.

Eu acho que as ex-namoradas tem um alarme, que toca assim que o bofe arruma um caso novo, um que ele goste é claro, que tenha futuro, mais precisamente quando esse caso é você (que é pra foder com a sua vida amorosa).

E o pior de tudo é que o bofe ainda cai nessa, todo mundo lá gritando pra ele “É cilada Bino!”, mas o ele acha que não, que a piranha é uma boa pessoa, que ela não está tentando envenenar o novo relacionamento dele, ela só precisa de alguém pra conversar. Esse alguém sendo o seu macho, que oportuno não?!

Da vontade de pegar umas velas e fazer uma macumba pra esse encosto o contato dela e responder:

Oi, eu sou a linda de quem você está tentando tomar o bofe, tudo bem com você? Espero que sim! O fulano me disse que você está precisando conversar né?! Tenho o telefone de um terapeuta ótimo, vou pedir pra ele te ligar. Beijãooooo”  

E você não pode nem dar chilique, porque se fizer isso a Louca Insegura é você, afinal de contas “eles tem toda uma história, você não consegue entender isso???”, sinceramente, eu CAGUEI pra sua história com ela, a sua história agora é comigo e a vaca da sua ex não faz parte dela, estamos entendidos?

Agora, não me venha com essa de “mas ela é minha amiga agora”, porque eu também tenho amigos (e ex-namorados), portanto, eu entendo perfeitamente a diferença entre uma mulher sendo sua amiga e uma mulher sentando no seu colo.

Mas antes que venha algum babaca aqui dizer “mas você não se garante?”, eu gostaria de dizer que, o dia que eu precisar “me garantir” pra estar com alguém é porque a pessoa não tem certeza se quer estar comigo e, sendo assim, é melhor mesmo que volte para a ex.

Porque eu não corro atrás de homem que não sabe o que quer.

Fui trocada por uma feia e…Continuo linda.

Captura de tela 2013-03-28 às 00.19.05

Era uma vez uma menina, que foi loucamente apaixonada por certo rapaz. E apesar de aparentemente o tal garoto também ser loucamente apaixonada por ela, ele não era. Então, em uma tarde cinza, ele cansou de brincar de apaixonado, arrumou outra chica para impressionar e entrou com um belo pé na bunda da pobre diva apaixonada.

A menina, no caso, era eu e o rapaz…. Bom, o rapaz era o rapaz.

É claro que eu fui possuída pelo ritmo ragatanga quando descobri que o lindo, além de ter me substituído EM MENOS DE UMA SEMANA #nãoexisteamoremsp, ainda havia me trocado por uma feia.

Ai você vai me dizer, let’s talk about recalque néam?! Mas eu te digo cara amiga, recalque seria se o querido estivesse pegando Lala Rudge e eu estivesse chamando a menina de gorda. Agora quando os seus amigOs dizem “ele errou muito, ela parece um cara” quando veem fotos da fofa, ai não é recalque, é a mais pura realidade. Sério gente, a menina não era nem o rascunho do inferno, ela era o passado a limpo. O que não deixa de ser pior, believe me, porque se ele o cara te troca por uma Angel da Victoria’s Secret você pensa, OK é compreensível, agora quando ele te troca pela Porteira do Inferno você começa a se reavaliar quando olha no espelho sabe?! É triste.

Mãas, esse sentimento não durou muito, já que algum tempo depois eu já estava pegando quem eu quisesse de novo. Então imaginei que se alguém estava distorcendo a realidade, esse alguém era ele.

Enfim, o tempo passou e eu cresci. E sabe o que acontece quando você cresce? Você desapega desses ressentimentos do passado, porque percebe que isso não vale a pena. E então ficamos amigos. Eu e o tal rapaz.

Para aqueles que acreditam nessa lenda de beleza interior, sim, eu imagino que a menina deve ser mais legal que a minha melhor amiga, ou mais engraçada que toda a galera da Porta dos Fundos, que deve ter um coração lindo e a beleza está nos olhos de quem vê e todo aquele papo furado. Mas o fato é que, para mim a mina é feia e isso feriu meu orgulho de uma maneira indescritível.

E agora me pergunta cara amiga leitora, o que eu fiz para melhorar as coisas?

Eu esperei. O tempo curou muitas feridas por si só, mas, mais do que isso, o tempo me fez perceber que o capital estético (ou a falta de) da menina, não faz a menor diferença. Porque mesmo ele tendo me trocado por uma feia…

Eu continuo linda.

Os altos e baixos do Lollapaloza

Captura de tela 2013-04-11 às 01.29.11

Eu fui.

Sabe, ano passado eu cometi o erro de não ir e me arrependi amargamente, então esse ano eu prometi a mim mesma que nem que eu tivesse que gastar todas as minhas economias, eu ia nessa merda. Fui e agora estou aqui pra contar os altos e baixos do que eu vi e ouvi no festival de burguesinhos mais badalado de Sampa City.

Primeiro dia:

Cheguei eu toda lindona, no melhor estilo “sou rockeira, não fale comigo” de botinha de couro e camiseta de mustache (um beijo pra você que sabe do que eu estou falando). Primeiro erro né, porque não dei nem cinco passos e atolei naquela grama que estava quase um mangue. Mas ok, tirando o fato de que a minha bota foi destruída, sem problemas, estamos ai pra curtir a música.

Fomos nós para o show do Deadmau5, um cara chega na minha amiga com a seguinte frase:

– Quer que eu segure a sua latinha?

Vamos lá, você, ser humano do sexo masculino com pelo menos meio cérebro, você consegue fazer melhor que isso vai?! Eu fico pensando o que se passa na cabeça de um cara como esse, o que ele realmente acha que vai acontecer, será que ele pensa que vai pegar a menina com essa?

Daí fomos para o show do The Killers, estamos lá super curtindo quando escuto um cara atrás de mim chegando em umas meninas:

– E ai?! Gostando do show?

Eu não ligo do cara chegar em mim em um festival de música, aliás eu não ligo de um cara chegar em mim em lugar nenhum, afinal, não está fácil pra ninguém e não estamos nessa vida a passeio. Mas poxa vida, você paga uma nota pra ver a banda, se propõe a ficar mais de uma hora sendo empurrada e amassada só pra conseguir um lugar razoável na multidão (aquele onde você consegue visualizar o topo da cabeça do vocalista sem ter que pular) e o cidadão acha que você tem que dar a maior atenção do mundo pra ele, o Zé da Linguiça que veio perguntar sobre a lua no meio do show, vamos combinar que não  rola.

E o mais engraçado, quando você está lá se ocupando em ser linda, sem fazer absolutamente NADA entre um show e outro (momento em que você espera que algum macho alpha venha dar o bote), ninguém vem falar com você. Mas tudo bem, se a vida fosse fácil nasceríamos todos já grudados no par perfeito.

Outra coisa que me incomodou profundamente, essa moda de legging “Beetlejuice” (listrada de preto e branco) que estava rolando solta por lá. Gente, se você tem duas toras de jatobá no lugar das pernas não vai inventar de colocar calça listrada PELO AMOR DO SEU ESPELHO! Aliás a não ser que você seja um pau de virar linguiça, não use legging com nenhum tipo de estampa, sério, é triste.

Segundo dia:

Fomos pra ver um show no começo da tarde, eu que já estava esperta fui de galocha. É feio? É! Mas sapato custa dinheiro gente, não da pra ficar estragando dois por festival, sinto muito.

Mas foi nesse dia que eu percebi a melhor parte do festival, os caras bonitos. É sério isso gente, eu fico me perguntando onde é que essas beldades se escondem no resto do ano, um dos caras era tão gato que eu quase parei ele pra dar parabéns. Tenso. Mas é óbvio que eles estavam lá só pra enfeitar o show, porque também não vi nenhum deles chegando em nenhuma menina. Típico.

Tirando isso eu também tive o desprazer de cruzar com um certo alguém duas vezes. Deus tem um senso de humor insano quando se trata da minha vida, 55 mil pessoas, 4 palcos, uns 10 peguetes que eu estava rezando pra encontrar “por acaso” e eu cruzo justamente com a ÚNICA pessoa que eu estava dispensando. Duas vezes. Seriously?

Bom, no fim das contas fomos para o show do The Black Keys, a música estava ótima, o show estava ótimo, mas o vocalista, meus queridos O vocalista. Ele merecia um parágrafo só pra ele (e o olhar 43 dele), mas como eu sei que ninguém aguentaria isso vou resumir toda minha admiração em uma só frase, Dan Auerbach fez o show com a roupa que ele pinta a casa (calça manchada e camisa furada) e ainda assim eu casaria com ele. Tipo, agora.

Dan, me liga. Porque Caio Castro é coisa do passado. Beijos.

 

Meu ex, meu castigo.

tumblr_kwdzsjK8T01qzcciuo1_500

Sabe todo mundo tem algum assunto mal resolvido das vidas passadas que volta pra te assombrar até você aceitar e resolver o problema. E eu tenho uma suspeita fortíssima de que esse meu assunto é meu ex.

A história foi a seguinte, ficamos juntos por algum tempo, tudo terminou, dois dias depois ele estava com outra. Chorei, passou o trauma, geral feliz, geral contente, geral se cumprimentando no final do ENADE (porque diva que é diva tem que ser civilizada néam?!), bom e ai está você pensando, como eu pensei na época, tudo certo, podemos seguir em frente né?! Não.

Aparentemente meu ex passou a acreditar, por algum motivo que só Deus explica, que a partir daquele momento nós seriamos amigos. E quando eu digo amigos não é do tipo que você cumprimenta quando cruza na rua e manda felicidades no aniversário, nãaaoo meus queridos, amigo do tipo que você manda mensagens aleatórias no Whatsapp, amigo do tipo que você reclama quando some, amigo do tipo que te manda mensagem de madrugada perguntando se você está na mesma festa que ele, sim, esse tipo de amigo. Agora eu te pergunto: MAS EM QUE MUNDO VIVE ESSE INDIVÍDUO???

Sabe aquelas criaturas super evoluídas que conseguem terminar um relacionamento e manter uma relação madura de carinho e amizade com seus respectivos ex- companheiros?

A: Essa não sou eu

B: Eu nem ando com gente assim

Eu não sei vocês, mas eu não tinha o mais remoto interesse em ser amiga do animal, aliás eu não tinha interesse em ser nada mais que uma memória agradável em um dia chuvoso, a única coisa que de fato eu queria era seguir a minha vida, um beijo carinhoso!

E sendo eu a mocinha independente (leia-se desgraçadamente cabeça dura) que vovó sempre me incentivou a ser é obvio que foi isso que eu fiz, segui com a minha vida. E se para isso eu precisei bloquear o dito cujo de todas as minhas redes sociais e aplicativos de mensagens, so sorry my dear, eu fiz o que precisava fazer.

É obvio que quando isso foi descoberto pelo mesmo ele veio pra cima de mim, possuído pelo ritmo ragatanga, perguntar “se eu tinha algum problema com ele?” Sim, todos. “Porque ele não via o porquê de eu ter bloqueado ele!” Não viu? Nossa, melhor passar no oftalmo, pode ser miopia. Mas é claro que eu não deixei transparecer nem um pouquinho da minha indignação com todo esse absurdo, ele era do tipo que gostava de discutir e eu sou do tipo que odeio, não era pra ser amiga? Então amiga eu serei, a amiga falsa. E todas as vezes que ele vinha me confrontar eu dizia “Magina! Porque eu teria bloqueado você? É que eu estou entrando pouco no Face mesmo.”

Toda trabalhada na falsidade.

Enfim, um belo dia os planetas se alinharam e ele resolveu parar de tentar falar comigo (amém), mas ele ainda entra em contato uma vez por mês pra dizer que “amanhã vem buscar o casaco”, isso já fazem uns 6 meses. O porteiro já comprou até um bolinho pra cantar parabéns pro casaco que daqui a pouco já esta fazendo aniversário lá na portaria.

Me mandem os faces de vocês, quero chamar geral pra festa.